Ana Hickmann está com planos de aumentar a família. Casada há 20 anos com Alexandre Correa e mãe de Alexandre, de 4 anos, ela participou nesta terça-feira (15) do lançamento de uma nova coleção de uma fabricante de joias folheadas em São Paulo e contou que o filho pede um irmão. “Ele não só pede como já deu até nome para ele. Se Deus quiser, mais cedo ou mais tarde vai acontecer. Quem sabe até o fim desse ano a gente não dá notícias”, adiantou.

Empresária, apresentadora e mãe, Ana aproveitou o evento voltado ao público feminino e falou sobre a participação da mulher no mercado de trabalho. “A mulher tem que trabalhar 3 ou 4 vezes mais que o homem para ser reconhecida no mercado de trabalho. Para poder ser reconhecida dentro de casa, ela também tem que mostrar para a família tudo de bom que ela faz. Sendo que no fim do dia, elas deveriam ser tratadas como rainhas. Porque sem a mulher em casa a gente não consegue fazer nada”, argumentou.

A apresentadora elogiou a palavra “empoderada”, tão usada nos dias de hoje. “Ela veio para  poder traduzir o que são as mulheres de hoje, independentemente da função que elas tenham escolhido exercer: se é como mãe, dona de casa, empresária, apresentadora, médica, jornalista, não importa. Todas nós hoje podemos dizer: somos empoderadas”, completou.

Multifacetada, Ana disse gostar de ter mil funções ao longo do dia. “Acordo cinco, cinco e meia da manhã para dar conta de fazer tudo. Mas acordo feliz porque escolhi ser assim. Eu escolhi ser empresária, apresentadora, mãe e esposa. E dá sim para fazer todas as coisas.Você, é lógico, não é supermulher e precisa se cercar da ajuda da família para poder dar conta. E eu tenho a sorte de ter pessoas incríveis perto de mim. As pessoas que trabalham comigo se tornaram amigos e família”, elogiou.

Ana contou que, como toda mulher, tem, de vez em quando, DR (discussão de relação) com o marido. “Todo casal tem DR. Estou casada há 20 anos. Imagina em 20 anos quantas DRs a gente já não fez! Relacionamento é válido e tem que existir quando para os dois é legal. As dificuldades existem com certeza. Mas quando se ama de verdade não existe problema que não tenha solução. A única coisa que não tem solução é a morte. Para o resto a gente tem. Tudo dá certo e funciona e tem que conversar e respeitar o espaço um do outro. Isso é muito importante”, explicou.

Mãezona, ela revelou que adora ficar com o filho. “Ele é o meu maior parceiro de aventura. É legal fazer tudo com ele: viajar, tomar sorvete, ficar na piscina, ficar em casa. Minha vida é dividida entre família e trabalho, mas meu filho é minha prioridade número 1. Se eu tiver que largar tudo o que eu estou fazendo para atender e cuidar dele eu vou fazer, sem titubear. Eu tenho muito sorte de ter o filho que tenho. Ele é lindo, carinhoso, amoroso, é um super filho”, derreteu-se.

Sempre elegante, ela contou o que faz para manter a ótima forma. “Sempre fui muito cuidadosa com a minha alimentação. Gosto de comer umas porcarias às vezes, mas treino pelo menos três vezes por semana. Faço funcional thai, que é uma mistura de funcional com muay thai. Já pratico há três anos. Tudo com muito equilíbrio. Porque antes de você pensar em beleza você tem que pensar em saúde. Quando você tem saúde é um reflexo para acontecer a beleza. Não existe beleza que resista à doença”, disse.

(Revista Quem/Globo)