Preta Gil participou da coletiva de imprensa do Milkshake Festival, em São Paulo, nesta segunda-feira (16), e deu uma lição de amor próprio ao falar sobre as fotos de biquíni que costuma postar na redes sociais, denunciando a gordofobia. “Quando eu posto uma foto de biquíni eu não estou postando aquilo por mim, posto porque aquilo liberta muitas mulheres. Representatividade importa. Ser uma representante hoje com 44 anos de uma mulher que se ama é algo que inspira muitas meninas. É muito difiícil dizer para uma jovem ‘se ame, se goste’, se todo o resto está falando que não, ‘não se ame, não se goste que voce não pode ser feliz se você for gorda'”, explicou a cantora.

“Sempre lutei por ser quem eu sou, essa coisa de levantar a bandeira quando eu percebi eu estava falando com muitas mulheres que são oprimidas. Há uma questão de massaficação de um padrão que a sociedade e a mídia impõem dizendo que voce só pode feliz se você for magra, que você só poder ser bonita e sensual se você for magra”, disse a filha de Gilberto Gil.

“E eu sempre me senti muito bem sendo quem eu era, então eu naturalmente sou eu. Mas quando percebi que estava falando por muitass mulheres, eu entendi que aquilo tinha uma força quase política mesmo. Quanto mais pretas e meninas se impuserem, se amarem e se gostarem… É uma luta que a cada dia a gente vence um obstáculo. A luta continua e eu vou estar aqui sempre lutando”, disse Preta.

O Milkshake Festival acontece no dia 2 de junho, na Arena Anhembi. Voltado para a diversidade, o evento terá ainda no line-up Pabllo Vittar, Gretchen, Gloria Groove, e o Balão Mágico com a formação original.

(Revista Quem/Globo)