Zezé Di Camargo foi convidado pela jornalista Leda Nagle para uma entrevista em seu canal no Youtube e, na conversa, o cantor afirmou já ter sido sondado para disputar um cargo político. “Me considero um cara bem politizado, mas não me imagino sendo um político. Já tive convite, já conversei com alguns políticos, mas quero ser politizado para exercer meus diretos e deveres como cidadão, não para exercer isso”, esclareceu o irmão de Luciano.

‘Não vivíamos com ditadura’, opina Zezé

Zezé defende militarismo: ‘Limpamos essa corja’

A mãe de Duda Nagle, então, argumentou que aconteceram muitos conflitos e prisões. “Mas não chegou a ser tão sangrenta, tão violenta, como a gente vive até hoje, no mundo de hoje”, afirmou o artista, que valoriza looks curtos da noiva, rejeitando o modelo de governo no Brasil: “Não dá pra acreditar que muita gente ainda acredita que uma ditadura vai dar certo. Mas eu acho, eu acredito, as pessoas vão me achar maluco, não quero isso jamais pro Brasil, mas eu imagino que o Brasil hoje precisaria passar por uma depuração. O Brasil até podia pensar no militarismo para reorganizar a coisa e ‘entregar’ de novo. Limpamos essa corja, toma aqui o Brasil democrático”

(Purepeople)